Início > política > Prefeitura de São Paulo: Serra ganha apoio da bancada federal do PSDB

Prefeitura de São Paulo: Serra ganha apoio da bancada federal do PSDB


Eleições 2012

Fonte: Sergio Roxo – O Globo

Dos deputados tucanos, ex-governador só não tem apoio de um rival na disputa

SÃO PAULO. O ex-governador José Serra recebeu ontem apoio de 11 dos 13 deputados federais da bancada paulista do PSDB para a prévia, marcada para o próximo dia 25, que escolherá o candidato do partido a prefeito de São Paulo. Na semana passada, logo depois de anunciar a sua entrada na disputa interna da legenda, Serra obteve a adesão de 21 dos 22 deputados estaduais à sua pré-candidatura.

Não participaram  do  ato  apenas  o  deputado  Emanoel  Fernandes,  que,  segundo  Machado,  apoia  Serra,  mas  não compareceu por problemas de saúde, e Ricardo Trípoli, que está inscrito para disputar a prévia do dia 25.

O outro pré-candidato inscrito na prévia, o secretário estadual de Energia, José Aníbal, deputado federal licenciado, causou constrangimento ao aparecer na sede do Diretório Estadual do PSDB, onde se realizava o ato da bancada tucana em favor de Serra. Ele se justificou dizendo que participaria de uma reunião da executiva da legenda, marcada para o final da tarde. Aníbal não cumprimentou Serra e menosprezou o apoio dos parlamentares.

– O ato é espuma. Quem vota na prévia é filiado. Eles que vão decidir o candidato.
Serra evitou entrar em polêmica.

– Sinceramente, (não vejo) nada de mais (na presença de Aníbal). Todo mundo tem direito a vir ao evento .

Trípoli seguiu na mesma linha de Aníbal ao comentar a adesão de seus colegas ao ex-governador.

– O voto dos militantes é igual ao dos deputados.

No discurso aos militantes, Serra voltou a falar que, se eleito, permanecerá no cargo, mas se confundiu com as datas ao dar a entender que o mandato de prefeito termina em 2014, ano da eleição presidencial, e não em 2016.

-Tenho 30 anos de vida pública com cargos. Desses 30 anos, 16 eu passei em Brasília e 14 em São Paulo. E nós vamos eliminar essa diferença e deixar São Paulo com dois anos de vantagem, porque, até 2014, eu vou ter 16 anos de Brasília e 18 anos de São Paulo.

O tucano, que não quis comentar a possibilidade de aliança com o PSB, começou a montar a estrutura de sua pré-campanha. Ele anunciou que o senador Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP), o secretário Edson Aparecido (PSDB), o deputado  federal Luiz  Fernando Machado  (PSDB-SP), o  deputado  estadual Orlando  Morando (PSDB-SP)  e o  vice-governador de São Paulo, Guilherme Afif Domingos (PSD), vão integrar a coordenação. O nome do coordenador-geral só deve ser definido depois da prévia.

Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: