Início > política > Governos do PT lideram gastos em publicidade no Brasil – Minas tem um dos menores gastos per capita do país

Governos do PT lideram gastos em publicidade no Brasil – Minas tem um dos menores gastos per capita do país


Gasto Público, Gestão Pública sem Eficiência

Em 2010, ano eleitoral, somente com patrocínio o Governo do PT gastou mais de R$ 1,1 bilhão, maior valor aplicado durante a gestão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Os governadores do PT estão entre os que mais gastam em publicidade. O Distrito Federal, governado pelo petista Agnelo Queiroz, está licitando agênciaspara atender a uma conta de R$ 100 milhões por ano.

O governo da Bahia, do petista Jaques Wagner, tem uma conta de publicidade de R$ 129 milhões, ou seja, gasta cerca de R$ 10,00 por cada habitante. Em Sergipe, o governador Marcelo Deda (PT) também tem um das maiores contas de publicidade do país, e gasta mias de R$ 10 por cada sergipano.

Em Minas, gasta-se a metade do que gastam os governos do PT.O gasto per capita, de R$ 4,00, é menor do que a metade do que se gasta em Sergipe e na Bahia.

Governo federal do PT gastou R$ 16 bilhões em oito anos em publicidade e patrocínios

O governo do PT entrou para a história da publicidade governamental como o maior anunciante do país, com um desembolso de nada menos do que R$ 16 bilhões em anúncios pagos em emissoras de radio, Tvs e jornais, e em ações de patrocínio esportivos e culturais em que a marca do governo Lula esteve em evidência.

A compra de espaços publicitários nos meios de comunicação, nos oito da “Era Lula”, foram aplicados quase R$ 10 bilhões dos cofres públicos em publicidade. Os números são oficiais e integram o balanço realizado pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República – Secom Federal.

Os números são astronômicos e representam a maior ofensiva já realizada por um governo no Brasil para autopromoção. Só para se ter uma idéia do que representa este volume de recursos, o governo Lula gastou R$ 1,165 bilhão ao mês, só na compra de espaço publicitário. Estão excluídos destes números despesas como a criação e produção de anúncios, despesas com gráficas, cachês de artistas, produtoras de áudio e vídeo, entre outras.

1,7 bilhão em campanhas. A média diária de investimentos chegou a R$ 4,6 milhões, recorde desde o início da década.

A cifra representa um incremento de R$ 519,7 milhões na comparação com 2008, quando foi aplicado R$ 1,2 bilhão em propaganda. O principal responsável pelo acréscimo foi a Internet, que teve aumento de 101% no ano passado em relação a 2008. Em números, a Internet recebeu R$ 30,3 milhões a mais de investimentos em 2009.

Foi em 2009 que o presidente Lula escolheu a então ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, que até então não havia disputado um único cargo público, com a candidata a sua sucessão na presidência da república.

Patrocínios de R$ 7,1 bilhões

O governo do PT gastou mais de R$ 1,1 bilhão em patrocínio somente em 2010, maior valor aplicado durante a gestão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Foi também em ano de eleições presidenciais o segundo maior valor executado na era Lula.

Em 2006, quando o ex-presidente reelegeu-se, foram autorizados para patrocínios quase R$ 1,1 bilhão. Considerando os oito anos da gestão anterior, foram R$ 7,1 bilhões liberados, em valores corrigidos pelo IPCA.

Os números fazem parte de um levantamento realizado pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (Secom Federal) e diz respeito aos patrocínios aprovados de todos os órgãos e entidades do Poder Executivo, inclusive das empresas estatais.

O Governo Federal (administração direta e empresas públicas) gastou R$16,467 bilhões em comunicação social (publicidade + patrocínios), em oito anos de Governo Lula (2003/2008):

Fontes: site “Contas Abertas” – 15/3/2011:

http://contasabertas.uol.com.br/WebSite/Noticias/DetalheNoticias.aspx?Id=456

Fontes: O Globo – 20/12/2010:

http://oglobo.globo.com/pais/mat/2010/12/20/em-8-anos-governo-gastou-10-bi-com-publicidade-923330387.asp

 

Os R$16,467 bilhões gastos em comunicação pelo Governo Federal correspondem a:

• 330 mil casas populares, ao custo de R$50 mil cada uma;
• 110,980 milhões de “Bolsa Família”, de R$150 cada uma;
• 6.585 novas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), no valor de R$2,4 milhões cada;
• 80,22% do Produto Interno Bruto (PIB) do Estado do Sergipe;
• valor 25% superior ao PIB do Estado do Tocantins;
• valor muito próximo à soma do PIB do Amapá, do Acre e de Roraima.

 

O Governo do PT gastou R$2,168 bilhões com comunicação (publicidade + patrocínio) em 2010. São R$6 milhões por dia; R$250 mil por hora:

Fontes: site “Contas Abertas” – 15/3/2011:

http://contasabertas.uol.com.br/WebSite/Noticias/DetalheNoticias.aspx?Id=456

Fontes: O Globo – 20/12/2010: http://oglobo.globo.com/pais/mat/2010/12/20/em-8-anos-governo-gastou-10-bi-com-publicidade-923330387.asp

 

Com uma conta de R$45 milhões, o Ministério do Esporte pretende gastar com publicidade valor igual a 24% do total destinado no ano passado ao Segundo Tempo, seu principal programa social.

Fonte: Folha de São Paulo – 3/2/2011:

http://www1.folha.uol.com.br/esporte/869903-publicidade-custara-r-44-mi-ao-esporte.shtml

 

O Governo do PT contratou mais de R$2 bilhões em mídia apenas através do Banco do Brasil, Caixa Federal e Petrobras em 2010.

Fonte: Meio & Mensagem, 1°/2/2011:

http://www.mmonline.com.br/noticias.mm?url=Conheca_os_maiores_anunciantes_do_Brasil_em_2010

 

O Banco do Brasil deixa 328 cidades de Minas sem agências bancárias, mas aumentou, em apenas um ano, 57% a sua verba publicitária, tornando-se o maior anunciante entre os bancos do país, com uma verba de R$420 milhões.

Fonte: Meio & Mensagem – 15/3/2011:

http://www.mmonline.com.br/noticias.mm?url=Banco_do_Brasil_lança_edital_de_R__420_milhões

 

Segundo o Ibope Monitor, a Caixa Econômica Federal comprou mais espaço publicitário do que Coca-Cola, Fiat, Volkswagen, Ford, GM, Grupo Pão de Açúcar, TIM, Vivo e OI.

Fonte: Meio & Mensagem, 1º/2/2011:

http://www.mmonline.com.br/noticias.mm?url=Conheca_os_maiores_anunciantes_do_Brasil_em_2010

 

Os R$2,168 bilhões gastos em comunicação, em 2010, pelo Governo Federal representam 65 vezes o que foi gasto com programas sociais como o “Brasil Quilombola”, que recebeu apenas R$33,367 milhões.

Os R$2,168 bilhões gastos em comunicação, em 2010, representam 269 vezes os R$8,057 milhões que foram investidos pelo Governo Federal na erradicação do trabalho escravo.

Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: