Início > política > Eleição 2012: Roberto Carvalho provoca fogo amigo e recebe contra-ofensiva de Marcio Lacerda que demite servidores ligados ao vice-prefeito de BH

Eleição 2012: Roberto Carvalho provoca fogo amigo e recebe contra-ofensiva de Marcio Lacerda que demite servidores ligados ao vice-prefeito de BH


Disputa política, racha político

Fonte: Fábio Fabrini – O Globo

Prefeito de BH exonera funcionários do vice

Decisão marca conflito entre PSB e PT, que não quer reeditar aliança com PSDB em 2012

O prefeito de Belo Horizonte, Marcio Lacerda (PSB), decidiu exonerar a  maioria dos servidores lotados no gabinete de seu vice, o petista Roberto Carvalho, com o qual trava uma briga nas negociações para as eleições do ano que vem. Nas contas do petista, que se diz vítima de retaliação por discordar da reedição de uma aliança entre seu partido e o PSDB na cidade, só devem sobrar em sua equipe oito dos atuais 32 funcionários (24 de confiança e oito efetivos). A medida melindra ainda mais as relações entre PT e PSB, aliados tradicionais em Minas.

Carvalho recebeu logo cedo, ontem, a visita em seu gabinete do secretário municipal de Governo, Josué Valadão, que levou o recado de Lacerda. Segundo o vice, o emissário atribuiu a exoneração em massa, que ainda deve ser publicada no Diário Oficial do município, à “tensão eleitoral” dos últimos meses.

– Disse a ele que é um desrespeito, uma deslealdade e uma traição. Se o Marcio está na cadeira, foi porque o PT o apoiou – protestou Carvalho.

Em nota, o prefeito alegou que os servidores são de sua livre nomeação. E acusou os exonerados de não cumprir suas funções “em consonância com as diretrizes da administração municipal”. Ainda por nota informou: “Há uma determinação explícita a todos os servidores para que a sucessão eleitoral do próximo ano não prejudique a administração da cidade”.

Indignado, o vice-prefeito – que é presidente do PT municipal e se tornou uma pedra no caminho de Lacerda na tentativa de refazer a aliança de 2008 para sua reeleição – avisou que o assunto será tratado em âmbito partidário:

–  Quem  está  confundindo  prefeitura  com  campanha  é  o  prefeito. A  nota  é  uma  confissão  de  perseguição  eleitoral antecipada.

Segundo Carvalho, quem responde pelos funcionários de seu gabinete é ele mesmo. E só no ano que vem se encerra o prazo para que eventuais candidatos deixem cargos na administração pública.


Anúncios
  1. Renata
    04/11/2011 às 08:44

    Esse Roberto Carvalho é um traíra. É sorrisinho na frente e ferro por trás. O “duas caras” nunca fez nada pela atual administração de BH. Ficou encarregado de trabalhar pela juventude e idosos, mas preferiu fazer fuxico e futriquinha. E se esqueceu de trabalhar por aqueles que votaram nele. Política não se faz apenas com nomeação de cargos não, meu querido. Aprenda com o José Alencar, que sempre trabalhou pelo Brasil. Já vai tarde! Se o Lula e a Dilma querem a continuidade em BH, quem é esse camaradinha pra ser contra. Até em SP, a Marta Suplicy desistiu da candidatura por pedidos do Lula e esse cara quer fazer uma revolução no PT de Minas. Pobre coitado…

    Ô, Marcio. Até que enfim você acordou e tirou esse Judas do governo.

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: