Início > política > Contra a Censura: PSDB critica proposta do PT de promover o marco regulatório da mídia

Contra a Censura: PSDB critica proposta do PT de promover o marco regulatório da mídia


Fonte: Andréia Sadi – G1
Líder tucano na Câmara diz que marco regulatório da mídia é ‘censura’

‘PSDB não tem qualquer sintonia com esse projeto’, disse Duarte Nogueira.

PT aprovou proposta de ‘campanha forte’ por projeto e nega censura

O líder do PSDB na Câmara, deputado Duarte Nogueira (SP), criticou nesta segunda-feira (5) o projeto de marco regulatório da mídia, defendido em resolução política do PT, aprovada neste domingo. Para o tucano, o

PT “se esconde atrás do marco, mas na verdade o projeto é censura”.
“Se eles não querem ser fiscalizados, eles que falem claramente para a sociedade, não se escondam atrás do marco. Na verdade, isso é censura”, afirmou.
Neste domingo, o PT aprovou uma “campanha forte” para aprovar as regulamentação dos meios de comunicação. O marco regulatório é um projeto elaborado no governo Luiz Inácio Lula da Silva, pelo ex-ministro
Franklin Martins, mas que está sendo revisado pelo atual ministro das Comunicações, Paulo Bernardo. “O PSDB não tem qualquer sintonia com esse projeto”, disse Nogueira.
O presidente do PT, deputado Rui Falcão, afirmou que a proposta de regulamentação da mídia tem por objetivo assegurar a liberdade de imprensa e o direito à opinião e não implica censura de conteúdo.
Voto aberto
Após reunião, o líder anunciou que a bancada do PSDB decidiu apoiar proposta e abolir o voto secreto durante votações na Câmara, só mantendo o sigilo para eleições de componentes da Mesa da Casa.
Na semana passada, o líder do PSDB afirmou que não estava “convencido” de que o voto aberto para processos de cassação, por exemplo, seria a melhor solução.
Nesta segunda, ele afirmou que a posição foi tomada pela bancada e, portanto, será defendida.
“Quando você faz uma reunião de bancada, você ouve todo mundo. A conversa caminhou naturalmente por essa posição. A gente refletiu que o PSDB quer se identificar cada vez mais com a sociedade e quer liderar esta campanha junto com ela”, disse.
Segundo ele, a posição será defendida quando for retomada a votação, em segundo turno, da Proposta de Emenda à Constituição (PEC ) que discute o tema na Câmara. A proposta já foi votada em primeiro turno, em 2006, mas aguarda segundo turno para seguir para o Senado.
Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: