Início > Aécio Neves, política > Eleição 2012: PSDB já se articula para enfrentar os atuais aliados nas eleições do ano que vem em Belo Horizonte

Eleição 2012: PSDB já se articula para enfrentar os atuais aliados nas eleições do ano que vem em Belo Horizonte


Fonte: Isabella Souto – Estado de Minas

Tucanos preparam voo solo

No momento em que a reedição da aliança entre PSB e PT em torno da reeleição do prefeito de Belo Horizonte, Marcio Lacerda (PSB), ganha cada vez mais força, o PSDB já se articula para enfrentar os atuais aliados nas eleições do ano que vem. Na segunda-feira os principais nomes do partido – incluindo os cinco pré-candidatos a prefeito – se reúnem com a militância para discutir estratégias para 2012. Entre as metas está ainda atrair o PMDB para um projeto político que envolva a capital e as principais cidades mineiras.

No encontro da semana que vem, os tucanos decidirão a hipótese de realizar uma consulta aos filiados sobre o lançamento de uma candidatura própria e de prévias para a definição do candidato. A direção do PSDB recebeu ontem carta branca da maior estrela do partido, o senador Aécio Neves, para discutir asucessão em Belo Horizonte. “Não haverá tutela e aquilo que a maioria do partido decidir terá o meu apoio. Qualquer que seja a posição, o partido tem que estar de forma muito afirmativa. Seja na eventualidade de um apoio da reedição (da aliança com o PSB e o PT), mas certamente com posição mais firme, seja na candidatura própria, propondo novos caminhos”, afirmou o senador, que participou de uma palestra com empresários na capital.

O PSDB tem hoje cinco pré-candidatos a prefeito: o deputado estadual João Leite, os federais Rodrigo de Castro, Eduardo Azeredo e Paulo Abi-Ackel e o secretário de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Nárcio Rodrigues. De acordo com João Leite, que preside o diretório municipal, a grande maioria dos militantes defende que os tucanos apresentem um nome para a sucessão. Na segunda-feira, os filiados terão a oportunidade de ouvir ideias para a capital. Filiações também serão feitas no encontro da semana que vem.

PMDB Na empreitada o PSDB espera ainda contar com o apoio do PMDB – legenda que na semana passada anunciou a saída do bloco de oposição que formava com o PT e o PCdoB na Assembleia Legislativa. Entre as razões apontadas pelos deputados estaduais para deixar o grupo está o radicalismo dos petistas em relação ao governo Antonio Anastasia (PSDB) e o pouco espaço obtido no governo de Dilma Rousseff (PT). Os peemedebistas queixaram-se ainda que a legenda não tem sido listada entre as prioridades do PT para aliança nas eleições do ano que vem.

Segundo João Leite, em recente encontro com parte da direção estadual do PMDB foi definido que os dois partidos podem estar juntos não apenas em BH, mas em um projeto maior que envolva uma possível candidatura de Aécio Neves a presidente nas eleições de 2014.

Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: