Início > política > Na conta do contribuinte: Itamaraty compra 1.098 garrafas de uísque – exigência é que bebida seja destilada e engarrafada na Escócia, denuncia é do Contas Abertas

Na conta do contribuinte: Itamaraty compra 1.098 garrafas de uísque – exigência é que bebida seja destilada e engarrafada na Escócia, denuncia é do Contas Abertas


Carrinho de compras: Itamaraty compra 1.098 garrafas de uísque

Fonte: Dyelle Menezes – Do Contas Abertas 

Além de auxiliar a Presidência da República na formulação da política exterior do país, o Itamaraty é conhecido pelos eventos diplomáticos realizados nos seus grandes salões. Jantares, celebrações e cerimônias protocolares são comuns para manter boas relações com governos estrangeiros. E nesta semana, o ministério terá que abrir espaço na sua adega, pois foram empenhados R$ 70,5 mil na compra de 1.098 garrafas de uísque.

Na nota de empenho, do dia 1° de agosto, consta que serão entregues 488 garrafas de um litro, com envelhecimento mínimo de oito anos e valor unitário de R$ 45,99, além de outras 610 garrafas, também de um litro, mas com envelhecimento de 12 anos, estas últimas ao custo de R$ 78,72 cada. Nos dois casos, o envelhecimento será em barril de carvalho, de primeiro ou segundo uso, podendo ser provenientes do envelhecimento de vinho ou Bourbon. Outra exigência é a procedência do destilado, que deverá ter sido produzida, envelhecida e engarrafada na Escócia.

A assessoria de imprensa do Ministério das Relações Exteriores (MRE), órgão responsável pela compra, informou que esta é a primeira vez que se realiza a modalidade de pregão para adquirir tal quantidade de bebidas. “A previsão é que esta compra sirva para os próximos 2 ou 3 anos”, afirmou o ministério. Pelo protocolo, em recepções, coquetéis, almoços e jantares oferecidos no Itamaraty, é usual que sejam servidas bebidas alcóolicas. Nos últimos anos, o cerimonial do MRE utilizou garrafas apreendidas pela Receita Federal, mas o fato não se repetiu por causa do atual estoque de uísque, que está abaixo do normal. “Como o estoque da Receita Federal também está pequeno, e ainda seria necessário arcar com o ônus do transporte de São Paulo para Brasília, o ministério preferiu realizar o pregão. Entretanto, quando for economicamente viável, voltaremos a utilizar bebidas apreendidas”, completou a assessoria.

No Legislativo, depois de duas semanas comprando termômetros digitais, a Câmara dos Deputados desta vez adquiriu 2,1 milhões (21 mil centos) de copos plásticos descartáveis para água. Comparando com os númeors do último censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), apenas seis cidades brasileiras tem a população maior do que o número de copos descartáveis comprados pela Casa. O valor total da compra feita junto a Ativa Comérciso e Serviços ficou em R$ 37,4 mil.

No Congresso, as gastos não pararam por aí. O Senado Federal empenhou R$ 12,6 mil para a reforma do banheiro do gabinete do senador Vital do Rêgo (PMDB/PB), localizado no 1º pavimento do bloco A, na Ala Teotônio Vilela. A empresa que vai realizar o serviço é a Engeluz Construção e Engenharia. 

Outra compra curiosa desta semana partiu do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT), que reservou R$ 26,6 mil para a aquisição de 1.600 apoios de gel para teclado e 1.500 apoio de punho para mouse, pelo custo unitário de R$ 8,45 e R$ 8,72, respectivamente. O fornecedor dos objetos vai ser a Laitano Indústria e Comércio Ltda.

Já o Superior Tribunal de Justiça (STJ), pelo visto, também estava precisando de “apoio”, mas no caso, para outra parte do corpo. O órgão reservou R$ 1,7 mil para comprar 33 apoios para pés, ao custo unitário de R$ 52,49. Os novos componentes devem ser entregues em 20 dias corridos e terão garantia de 12 meses. O Judiciário parece estar preocupado com a postura de seus funcionários. Com os produtos ergométricos, terão mais conforto quando estiverem sentados em suas mesas ou digitando seus computadores.

Outro gabinete, o da Vice-Presidência da República também saiu às compras Para os funcionários do Palácio, foram comprados 25 monitores de vídeo, por R$ 9 mil. Já os garçons, motoristas e camareiras que atendem a pasta e o Palácio Jaburu tiveram seus uniformes renovados. Nesta semana foram empenhados R$ 4,9 mil para compra de 165 camisas sociais masculinas da cor branca, R$ 1,2 mil para 38 gravatas na cor azul, R$ 1,4 mil para 53 novos cintos na cor preta e, para completar, R$ 5,5 mil na aquisição de 84 sapatos sociais masculinos.

(Notas de Empenho do Carrinho)

*Vale ressaltar que, a princípio, não existe nenhuma ilegalidade nem irregularidade neste tipo de gasto feito pela União e que o eventual cancelamento de tais empenhos certamente não ajudaria, por exemplo, na manutenção do superávit do governo ou em uma redução significativa de despesas. A intenção de publicar essas aquisições é popularizar a discussão em torno dos gastos públicos junto ao cidadão comum, no intuito de aumentar a transparência e o controle social, além de mostrar que a Administração Pública também possui, além de contas complexas, despesas curiosas.

Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: