Início > política > Encurralado: Promessas não cumpridas por Lula geram em Araçuaí protestos de moradores e de professores do IFET em greve

Encurralado: Promessas não cumpridas por Lula geram em Araçuaí protestos de moradores e de professores do IFET em greve


Lula é recebido em Araçuaí com protestos de moradores, professores federais contra congelamento de salários e promessas não cumpridas

Fonte: Jogo do Poder

O ex-presidente Lula enfrentou uma manifestação de professores e funcionários do Instituto Federal de Educação Tecnológica de Araçuaí, contra o congelamento de seus salários. Os servidores federais da educação estão em greve desde o início de agosto. A população também fez protestos para denunciar as promessas feitas por Lula e não cumpridas até hoje, como o asfaltamento de dois trechos da BR-367 que liga a região à Bahia.

Os servidores federais da educação pedem o reajuste de 14,67% para repor perdas salariais devido à inflação e maiores investimentos no setor.

Promessas
A promessa de asfaltamento da BR-367 feita por Lula e Dilma Rousseff durante a campanha de 2010, em visita à cidade, ainda não saiu do papel e é motivo de grande preocupação da população.

O empresário Charles Ursine, que trabalha no setor terceirizado de transporte para grandes companhias, levou uma das faixas pedindo melhoras urgentes para a via. “Até hoje tem mais de 40 quilômetros de terra e cascalho puro, o que atrapalha muito o comércio. Quero que ele saiba que estamos aqui para cobrar também o que é direito nosso, queremos estradas decentes”, reclamou.

O presidente Lula tirou o corpo fora e, como sempre, tentou jogar a responsabilidade pela construção da rodovia, que é federal, para o governo do estado. O governo do estado rebateu a informação, dizendo que a União não repassou recurso para o estado pavimentar a BR-367. A nova promessa de Lula é que o asfaltamento será realizado “nos próximos anos”.

Paralisação
Professores e funcionários do campus de Araçuaí, assim como em outros sete campi do IFNM, estão sem aulas desde o início do mês. Desde o aeroporto e durante toda a cerimônia os grevistas levantaram faixas protestando contra medidas que tramitam no Congresso prevendo o congelamento dos salários de servidores da educação, o reajuste de 14,67% para repor perdas salariais com a inflação e reivindicaram maiores investimentos.

Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: