Início > Esporte, infraestrutura > Governo Anastasia: Copa 2014 deve gerar crescimento econômico em Minas Gerais igual ou superior ao nacional:

Governo Anastasia: Copa 2014 deve gerar crescimento econômico em Minas Gerais igual ou superior ao nacional:


Para Secopa, Mundial de 2014 deve gerar crescimento econômico em Minas Gerais igual ou superior ao nacional

Fonte: Agência Minas

RIO DE JANEIRO – O desenvolvimento econômico será um dos grandes legados da Copa do Mundo de 2014. Segundo estudo apresentado pelo economista Ilan Goldfajn, o grande evento esportivo vai aumentar o PIB (Produto Interno Bruto) brasileiro em 1,5%, além de gerar 250 mil novos empregos nos próximos três anos. A previsão foi dada nesta quinta-feira (28), durante encontro com a imprensa realizado pela Fifa, na Marina da Glória, no Rio de Janeiro (RJ).

O especialista disse ainda que o Mundial também vai elevar o índice de exportação do país, que passará de 15% para 30% do PIB, e que os investimentos dos setores público e privado no Brasil devem chegar a US$ 20,6 trilhões (R$ 32 trilhões) até 2014.

Em Minas Gerais, o crescimento econômico deverá ser igual ou superior à previsão nacional. Para o chefe de Gabinete da Secretaria de Estado Extraordinária da Copa do Mundo (Secopa), Eder Campos, o evento vai impulsionar vários setores da economia, principalmente o mercado de trabalho.

“Um exemplo de um novo negócio proporcionado pela Copa no Brasil é a modernização do Mineirão, que será transformado em uma arena multiuso e que vai gerar cerca de dois mil empregos no pico das obras. Além disso, o Estado terá melhor infraestrutura esportiva, viária e hoteleira”, pontuou.

Para o diretor de Comunicação da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Rodrigo Paiva, a Copa serve para agilizar obras já previstas como prioritárias em vários Estados. “O que poderia ser feito em 30 anos, será feito em três. Vamos levar o nome Brasil ao mundo. Isso não tem preço”, reforçou.

Goldfajn fez um comparativo entre 2014 e 1950, quando o Brasil sediou pela última vez um Mundial. “O Brasil de hoje é uma das maiores economias do mundo, onde estão 145 milhões de consumidores. Em 1950, a Copa foi realizada em apenas seis cidades brasileiras. Em 2014, serão 12”, lembrou.

De acordo com o economista, um dos maiores desafios desta Copa será o setor de transporte, dada à dimensão continental do país. “É esperado um investimento de US$ 7,2 bilhões nessa área para possibilitar o deslocamento de milhares de visitantes entre as cidades”, disse.

O Rio de Janeiro se prepara para o sorteio das eliminatórias da Copa de 2014, que será neste sábado (30). Várias personalidades deverão estar presentes.

Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: