Início > política > Empresários do Norte de Minas, Jequitinhonha e Mucuri aprovam iniciativa do Governo Anastasia de ofertar crédito e estabelecer tratamento tributário diferenciado

Empresários do Norte de Minas, Jequitinhonha e Mucuri aprovam iniciativa do Governo Anastasia de ofertar crédito e estabelecer tratamento tributário diferenciado


Projeto de incentivo ao desenvolvimento do semiárido mineiro é festejado por lideranças

Fonte: Agência Minas

MONTES CLAROS – A iniciativa do governador Antonio Anastasia de encaminhar à Assembleia Legislativa projeto de lei criando condições mais vantajosas para utilização dos recursos do Fundo de Equalização do Estado de Minas Gerais e do Fundo de Incentivo ao Desenvolvimento (Findes), beneficiando os Vales do Jequitinhonha e Mucuri e o Norte de Minas, repercutiu favoravelmente junto a lideranças empresariais da região. O objetivo do projeto é criar oferta de crédito mais atrativa para favorecer a instalação e operação de empresas na área mineira de abrangência da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene), além de estabelecer tratamento tributário diferenciado para as empresas que se fixarem na região.

A assinatura do projeto de lei aconteceu durante o Dia do Governo de Minas nos Gerais – Novos Investimentos e Sustentabilidade. O evento foi organizado pelo Governo do Estado em parceria com a Associação dos Municípios da Área Mineira da Sudene (Amams) e da Agência de Desenvolvimento da Região Norte de Minas Gerais (Adenor).

O superintendente do Banco do Nordeste em Minas Gerais, José Mendes Batista, salienta que, em virtude das ações que o Governo do Estado já vem implementando nos últimos anos, visando acelerar o processo de desenvolvimento do Grande Norte, a demanda de empresários interessados em investir na região está aumentando. Só para este ano o BNB tem R$ 600 milhões disponíveis para aplicar na área mineira da Sudene, contemplando empresas de pequeno, médio e grande portes.

José Mendes acredita que, além de projetos voltados para o incremento da economia e do desenvolvimento social da região, a criação de uma lei específica visando incentivar a instalação de novos empreendimentos no Norte de Minas e nos Vales do Jequitinhonha e Mucuri proporcionará o aumento da demanda de financiamentos no BNB. “Vamos trabalhar para atendermos às demandas, se necessário até mesmo captando recursos junto ao BNDES”, garante o superintendente.

O presidente da Regional Norte da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), Ariovaldo Melo Filho, entende que “a decisão do governador de criar um fundo de incentivo ao desenvolvimento da área mineira da Sudene é de fundamental importância, pois, até então, isso nunca havia acontecido”. Na opinião do empresário, “a decisão se constitui num fator histórico para o desenvolvimento regional. Aliando ações de incentivo financeiro e fiscal entre os governos estadual e federal, a região terá condições de receber novos e importantes empreendimentos. É preciso que, a partir da aprovação da lei de incentivos estadual, os prefeitos também criem, no âmbito dos municípios, condições para atração de novas empresas, visto que o retorno se dará através da geração de mais empregos e arrecadação de impostos por parte das próprias prefeituras”, avalia Ariovaldo Melo.

Por sua vez o presidente da Adenor, Geraldo Eustáquio Drumond, ressalta que “a iniciativa do Governo de Minas em criar um ambiente de sinergia de ações voltadas para o desenvolvimento regional é importante, visto que a região tem muitas potencialidades a serem aproveitadas, como a exploração de gás natural e de minério de ferro, além do incremento do setor agropecuário”.

Mais empregos

Na mesma linha de raciocínio, o diretor da Moc Steel, Ruy Lage Filho, destaca que diante dos novos investimentos que o Governo do Estado está direcionando para o Norte de Minas, a empresa, que é fabricante de componentes metálicos para calçados, tem perspectivas de, nos próximos quatro anos, ampliar de 20 para 100 o número de funcionários. Atualmente a empresa envia para o Rio Grande do Sul 90% da produção de componentes metálicos e, com a implantação no Norte de Minas de uma fábrica da Marluvas, fabricante de calçados de segurança, e de uma unidade da Alpargatas, “teremos condições de consolidarmos a empresa em Montes Claros e, com isso, aproveitarmos a mão de obra já formada na região”, comenta Ruy Lage.

O presidente da Cooperativa Agropecuária de Montes Claros (Coopagro), Fábio Rebello Filho, entende que o projeto de lei do Governo de Minas Gerais criando incentivos para a instalação de novos empreendimentos no Norte de Minas viabilizará, na prática, um desenvolvimento mais consistente para a região. “A iniciativa é extremamente salutar. Além de incentivar a instalação de novos empreendimentos, a decisão do governo propiciará o fortalecimento das empresas que já estão em funcionamento”, assinala Rebello.

Já o prefeito de Jaíba, Sildete Rodrigues de Araújo, acredita que “a decisão do governador Antonio Anastasia certamente atrairá novas empresas para a região, o que favorecerá, entre outros setores, o perímetro irrigado do Jaíba”. Na opinião do prefeito, além de uma lei específica de incentivos para a instalação de novas empresas nas três regiões mais carentes do Estado, a decisão do governo de viabilizar a construção de um aeroporto com capacidade para receber aviões de carga, propiciará o aumento das exportações de frutas do Jaíba. “Isso causará impacto positivo ao desenvolvimento regional contemplando, inclusive, a geração de mais empregos no campo”, conclui Sildete Araújo.

Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: