Início > Gestão, infraestrutura > Caos aéreo: Estudo da UFRJ revela que lotação de aeroportos vai superar estimativa inicial

Caos aéreo: Estudo da UFRJ revela que lotação de aeroportos vai superar estimativa inicial


Lotação em aeroportos superará previsão

Fonte: Maria Barbosa – Folha de S.Paulo

Estudo da UFRJ indica para 2014 mais 33 milhões de passageiros além da estimativa inicial das companhias aéreas

Diferença equivale a mais de um Cumbica e meio e mostra que obras de ampliação previstas já estão defasadas

Os aeroportos brasileiros deverão receber, em 2014, 33 milhões a mais de passageiros do que o previsto inicialmente pelas companhias aéreas. Serão 225,7 milhões de passageiros, ante uma previsão inicial de 192,35 milhões.

A diferença equivale a mais de um Cumbica e meio, considerando a capacidade atual do maior aeroporto do país -localizado em Guarulhos (SP)-, de 20,5 milhões de passageiros. E mostra que muitas das obras de ampliação de capacidade previstas pela Infraero já estarão defasadas na inauguração.

Os números constam de um estudo feito pela Coppe, programa de pós-graduação em engenharia da UFRJ, para o Snea, o sindicato das empresas aéreas.

A Infraero, estatal que administra os aeroportos do país, não divulga dados globais de previsão de demanda. Mas em Guarulhos, por exemplo, a Infraero planejou obras que elevarão a capacidade do aeroporto para 35 milhões de pessoas com base em uma previsão de demanda de 27,5 milhões para 2014.

“O problema é que a previsão de demanda está defasada. Chegamos a 2010 com 26,7 milhões de passageiros em Guarulhos”, diz o professor de transporte aéreo da Coppe Elton Fernandes, responsável pelo estudo.

Em Campinas, a Infraero estima aumentar a capacidade para 11 milhões em 2014, com base em previsão de demanda de 6,6 milhões. Mas, em 2010, o aeroporto recebeu 5 milhões de passageiros.

“Prevemos 9,5 milhões para Campinas em 2014. Mas, com o congestionamento em Guarulhos e Congonhas, pode aumentar ainda mais”, diz Fernandes.

O setor vinha crescendo 9,2% ao ano, em média, desde 2003 até meados de 2009, quando o crescimento médio anual passou para 23%.

Por considerar o crescimento de 23% como conjuntural, a Coppe estabeleceu em 10,7% a taxa esperada para os próximos anos.

Pela previsão anterior da Coppe/Snea, o país terminaria 2010 com um movimento de 145,4 milhões de passageiros nos 66 aeroportos administrados pela Infraero, mas foram 154,3 milhões.

APERTO

O estudo dá a dimensão do aperto vivido pelos brasileiros nos aeroportos. Eles recebem 165 passageiros por m2 (número de passageiros/ano dividido pela área do terminal), enquanto na Europa a média é 143, e nos EUA, 127.

As obras previstas deverão adicionar perto de 400 mil m2. Porém, com a nova previsão de demanda, o índice de aperto passaria para 171 passageiros por m2.

O estudo sugere que, para que os aeroportos brasileiros se adaptem à média mundial, será necessário adicionar 366 mil m2 além das obras já previstas. Isso equivale a duas vezes a área atual dos terminais de Cumbica.

Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: