Inicial > Aécio Cunha Minas, Aécio Neves, Anastasia, Antonio Anastasia, política, senador Aécio Neves > Aécio Neves contém aliados que disputam cargos em Minas e diz que eficiência do governo é consequência da qualificação

Aécio Neves contém aliados que disputam cargos em Minas e diz que eficiência do governo é consequência da qualificação


Aécio pede calma a aliados

Fonte: Matheus Jasper Nangino – O Tempo

Cargos. Ex-governador e Antonio Anastasia se reúnem para tentar conter a disputa por espaços no Executivo

A intenção do governo é colocar nomes técnicos no segundo escalão

FOTO: OSVALDO AFONSO/IMPRENSA MG

Conversa. AécioAnastasiaDanilo de Castro se reuniram para definir as próximas estratégias políticas e pediram paciência a aliados

O senador do PSDB eleito por Minas Gerais, o ex-governador Aécio Neves, entrou em cena para acalmar lideranças de partidos aliados no Estado que continuam pressionando o governador Antonio Anastasia por cargos no segundo escalão. Enquanto os partidos querem fazer mais indicações políticas,Anastasia já sinalizou que quer preencher os cargos agora com nomes técnicos.

Ontem, Aécio, Anastasia e o secretário de governo, Danilo de Castro, se reuniram no Palácio das Mangabeiras para discutir as estratégias políticas adotadas a partir de agora. “Conversamos sobre a composição da equipe que foi feita, os secretários que foram nomeados. Foram conversas amenas, mas ao mesmo tempo relevantes”, revelou Anastasia.

Publicamente, Aécio pediu que os aliados se acalmem. “Vejo muita especulação nos jornais, de partidos, de parlamentares. Lembro aos nossos companheiros da nossa aliança, parlamentares amigos, dirigentes partidários que o nosso grupo político só teve êxito porque teve resultados positivos. O nosso grupo político venceu as três últimas eleições em Minas Gerais de forma avassaladora porque a população reconhece a eficiência do governo. E essa eficiência é consequência da qualificação daqueles que ocupam espaços no governo”, afirmou Aécio.

O ex-governador disse que ficou feliz com as indicações feitas por Anastasia para o secretariado e afirmou que elas deram grande atenção à base política. Segundo Aécio, é preciso agora no segundo escalão priorizar, sobretudo, os nomes técnicos. “O governador Anastasia tem me mantido informado. É ele o governador do Estado. Tem nomeado com absoluta liberdade, sempre ouvindo através do secretário de Governo e, mesmo diretamente, as nossas bases, os nossos aliados. Mas, tendo sempre como prioridade a qualificação técnica”, reforçou o senador eleito.

O governador, por sua vez, afirmou que não tem pressa para terminar a formação do seu governo. Informações de bastidores dão conta que Anastasia faz um estudo nome a nome para indicação do segundo escalão e por isso o processo ainda deve demorar um pouco mais.

“É um processo sempre gradativo, sem pressa, porque, na realidade, o governo, a parte central – os secretários – está nomeada, presidentes das empresas principais já foram indicados e, agora, nós vamos com calma fazendo a composição”, disse Anastasia.

Apoio de Clésio à Dilma é minimizado
O senador eleito Aécio Neves (PSDB) comentou, ontem, pela primeira vez, as declarações do senador empossado Clésio Andrade (PR) de que pretende se manter alinhado ao governo da presidente petista Dilma Rousseff. O tucano se mostrou indiferente à posição assumida por Clésio ? que afirmou recentemente que, entre Aécio e Dilma, não titubeará em apoiar a petista.

“Cada um é senhor do seu destino. Nós sabemos aqui o conjunto das forças políticas que o elegeu e ele também sabe. Mas, ele é livre para tomar o seu caminho e cabe aos mineiros julgá-lo”, disse. (MJN)

Proximidade
Tucano afirma que, pelo país, pode estar ao lado do governo
“Vocês vão, nesse futuro Congresso, se depararem em muitos momentos com alianças de partidos que estão na oposição, como o PSDB e o Democratas e o PPS, com setores da base do governo em torno de temas que são importantes para o país”. A afirmação é do senador eleito Aécio Neves, que reafirmou estar disposto a se aproximar de partidos ligados ao governo para conversar sobre assuntos que são de interesse da federação, como no caso do repasse do Fundo de Participação dos municípios.

“Cabe a nós, da oposição, construímos essa agenda, a agenda dos grandes temas nacionais, e buscar interlocução dentro do próprio governo quando possível e necessário e, quando isso não for possível, vamos obviamente para o embate político”, disse.

Mínimo. O senador eleito defendeu um aumento maior do salário mínimo e disse que o governo deve agir com mais clareza para que os partidos saibam, de fato, o limite do reajuste, respeitando a realidade orçamentária do país. Segundo o tucano, não é possível discutir esse assunto com bandeiras partidárias.

“É uma discussão extremamente séria. O salário mínimo pode ser aumentado além daquilo que foi proposto, isso me parece claro. Mas, até onde? Isso deve depender de uma análise mais técnica, que está sendo feita pelo PSDB, como também por partidos aliados do governo”, afirmou Aécio. (MJN)

FOTO: LEO FONTES

Nárcio, Burguês, Marcos Montes e Azeredo, no encontro de ontem

2012
PSDB cobra papel de protagonista
O presidente do PSDB em Minas Geras, Nárcio Rodrigues, afirmou que o apoio do partido à reeleição do prefeito Marcio Lacerda (PSB), em 2012, não será automático. O assunto foi discutido no final da tarde de ontem em um encontro entre vereadores, deputados estaduais e federais, além da liderança jovem do PSDB, na sede do partido.

De acordo com Nárcio, a aliança para a reeleição de Marcio Lacerda dependerá de como será o relacionamento e as parcerias daqui para frente entre a administração municipal e seu partido. “O PSDB merece um olhar de maior atenção nesse momento, não só pelos resultados eleitorais, mas também pelas contribuições que pode dar ao prefeito Marcio Lacerda ? não só na segunda etapa de governo?, mas também em função do futuro, disse.

Os participantes do encontro preferiram não falar da disputa de cargos entre o PSDB e o PT na reforma administrativa da prefeitura. “O que estamos procurando é um novo caminho para o PSDB em Belo Horizonte. Saímos dessas eleições com evidências claras de que o partido vive um momento extremamente saudável na capital. O partido tem que ter uma leitura de que isso nos coloca na condição de protagonistas no processo eleitoral em Belo Horizonte. Queremos participar de uma forma muito mais ativa na formulação de políticas públicas. Queremos aprofundar a nossa parceria com a Prefeitura de Belo Horizonte. Temos o desafio de preparar a cidade para a Copa do Mundo de 2014. O PSDB, em nível municipal, quer buscar uma nova identidade, uma nova estatura e uma nova etapa nas relações com o governo municipal”, salientou Nárcio.

O tucano afirmou que o PSDB não vai trabalhar com a fulanização de cargos ou a busca de espaços. O partido, de acordo com ele, vai buscar junto à prefeitura uma parceria que permita aprofundar o nosso relacionamento. “Não estamos disputando cargos com o PT. O que interessa na verdade é saber se essa parceria tem identidade programática e produtiva. Quem lidera é o Marcio Lacerda e é ele quem define”, afirmou.

“Queremos contribuir. Quem costuma brigar por ?carguinhos? são os outros (partidos)”, concluiu Nárcio. “Belo Horizonte ?tucanou?. A cidade aprova o jeito tucano de governar”, emendou Léo Burguês. (Renata Matta Machado)

Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: